FILAS

Operação Lei das Filas gera 96 autuações a 19 agências bancárias em JP

A operação Lei da Filas do Procon-JP emitiu 96 autuações a 19 agências bancárias da Capital, segundo o balanço final da fiscalização.

Operação Lei das Filas gera 96 autuações a 19 agências bancárias em JP
Foto: Reprodução

A operação Lei da Filas do Procon-JP emitiu 96 autuações a 19 agências bancárias da Capital, segundo o balanço final da fiscalização. A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor realizou inspeção aos bancos para fazer cumprir as leis municipal 8.744/1998 e a estadual 9.426/201. Os fiscais também lavraram auto de constatação para os consumidores que esperavam na fila durante a fiscalização.

A operação, que percorreu diariamente as agências bancárias públicas e privadas durante duas semanas – com algumas recebendo a visita dos fiscais mais de duas vezes, começou no dia 2 de abril e se encerrou nesta sexta-feira (12). O atendimento previsto na legislação é de até 20 minutos em dias normais, 30 minutos em dias de pagamento de funcionários públicos, e em 35 minutos em dias atípicos, como véspera e o dia seguinte a feriados.

A secretária-adjunta do Procon-JP, Maristela Viana, explica que a fiscalização aos bancos faz parte da agenda rotineira do Procon, mas, também é consequência das reclamações dos consumidores. “Os bancos são instituições que sempre estão na relação dos mais demandados no Procon-JP, tanto em nosso SAC da sede da Avenida Dom Pedro I, quanto nos postos de atendimento. As instituições bancárias também estão entre as campeões em ligações para o 0800 083 2015”.

Ela complementa: “Além dos bancos, o Procon-JP continuará, ao longo de 2019, a fazer operações de fiscalizações pontuais em vários segmentos do consumo. Também vamos continuar com as campanhas educativas/preventivas sobre a legislação consumerista tanto para o consumidor quanto para o fornecedor de bens e serviços. Nossas campanhas rendem muito bons resultados”, diz Maristela Viana.

 Sanções – O descumprimento à legislação prevê pagamentos de multas – que podem chegar a R$ 20 mil por infração – e até o cancelamento do alvará de funcionamento da agência bancária, caso haja mais de três reincidências. A agências autuadas terão um prazo de 10 dias para apresentarem defesa ao Procon-JP.

Outras Notícias

Líder da oposição sinaliza adesões da base governista em Campina Grande
08/02/2019 08:15
Política

Líder da oposição sinaliza adesões da base governista em Campina Grande

Novo líder do bloco de oposição na Câmara campinense, o vereador Bruno Faustino (PSB) anunciou que os oposicionistas não assinarão as mudanças que estão sendo propostas pelo vereador Sargento Neto...

Leia mais
CMJP abre edital para instituições de ensino superior participarem do programa de estágio-visita ‘Aprendiz de Vereador’
22/03/2019 15:34
Política

CMJP abre edital para instituições de ensino superior participarem do programa de estágio-visita ‘Aprendiz de Vereador’

A ideia é que as universidades e faculdades possam funcionar como pontos de coleta de donativos

Leia mais

Comentários