POLÍTICA

MP investiga suposto direcionamento de licitação em favor de esposa de assessor da Câmara de Patos

Em dois anos, empresa pertencente à esposa do assessor recebeu R$ 67 mil da Câmara Municipal.

MP investiga suposto direcionamento de licitação em favor de esposa de assessor da Câmara de Patos
Foto: Reprodução

A 4ª Promotoria de Patos instaurou inquérito civil para apurar possível direcionamento de pregão presencial realizado em 2017 pela Câmara Municipal de Patos, para que a empresa Nahara de Medeiros Cabral-ME, fosse vencedora do certame. O caso chamou a atenção do Ministério Público porque a empresa pertence à esposa ou companheira de Jadson Gablo da Silva, que, na época dos fatos, exercia o cargo de assessor técnico da Câmara Municipal de Patos.

A empresa, que tem o CNPJ Nº 19.549.873/0001-86, contratada sem, recebeu da Câmara, em 2017, 2018 e 2019, mais de R$ 77 mil. De acordo com o Sagres, os valores são destinados ao pagamento de serviços de assessoria e consultoria pública em licitações de todas as modalidades e contratos administrativos, pertencentes a Câmara Municipal de Patos.

O inquérito foi instaurado ontem (26) pelo promotor de justiça Elmar Thiago Pereira de Alencar. 

A empresa também tem contratos em vários outros municípios e recebeu mais de R$ 389 mil nos últimos dois anos. Mas o inquérito se refere somente à Câmara de Patos.

Valores recebidos da Câmara de Patos:

  • 2019 (até abril)

R$ 10.800,00

  • 2018

R$ 37.600,00

  • 2017

R$ 30.000,00