POLÍTICA

Oposição na CMJP vai apostar no ‘diálogo’ entre ambulantes e a PMJP

Para o líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Henriques (PT), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), não vem buscando junto aos ambulantes uma solução pacífica para o caso.

Oposição na CMJP vai apostar no ‘diálogo’ entre ambulantes e a PMJP
Foto: Reprodução

Para o líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Henriques (PT), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), não vem buscando junto aos ambulantes uma solução pacífica para o caso. “Está faltando diálogo”, disse ao defender que vai busca uma linha de entendimento dentro da CMJP com a prefeitura da capital.

“Nós, da Câmara, apostamos no diálogo e estamos dependendo do Governo Municipal para que isso ocorra. Os ambulantes deixaram uma pauta de negociação que resolve o problema da categoria”, disse o petista.

Na última semana, uma comerciante desmaiou e precisou ser socorrida pelos Bombeiros após um embate com os ‘bombados’ da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb). “Esta situação é um reflexo da falta do diálogo. A situação dos ambulantes, sequer, a Prefeitura e a Câmara Municipal de João Pessoa estão autorizando audiências públicas para discutir o problema. Na semana passada, a oposição colocou um pedido de audiência pública para debater os ambulantes e, vejam vocês que coisa antidemocrática, a bancada de situação vetou”, disse o vereador petista.

Segundo Marcos, o que a Prefeitura tem feito é “tratorar” os ambulantes e o reflexo da truculência da gestão e do secretário de Desenvolvimento Urbano, Zennedy Bezerra, se dá nas atitudes violentas contra os trabalhadores. “Eles estão tratorando, um governo totalmente autoritário, que não quer dialogar e o reflexo disso tem sido nas práticas, na violência que a Sedurb de uma maneira arrogante, prepotente, o seu secretário não dialoga com o movimento. É algo que temos a lamentar e será motivo amanhã de vários pronunciamentos”, prosseguiu.