ABSOLVIDO

Acusado por Bianca Toledo de estuprar criança de 5 anos, pastor Felipe Heiderich é absolvido

O "caso Bianca Toledo", que se arrasta desde 2016, ganhou um novo capítulo nessa semana. Acusado por Bianca de abusar sexualmente do filho dela, na época com 5 anos.

Acusado por Bianca Toledo de estuprar criança de 5 anos, pastor Felipe Heiderich é absolvido
Foto: Reprodução

O "caso Bianca Toledo", que se arrasta desde 2016, ganhou um novo capítulo nessa semana. Acusado por Bianca de abusar sexualmente do filho dela, na época com 5 anos, o pastor Felipe Heiderich foi absolvido nessa segunda-feira (8). A decisão é assinada pelo juiz Tiago Fernandes de Barros e o processo corre em segredo de Justiça no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A decisão ainda cabe recurso. 

O advogado do réu, Leandro Musen, acredita que mesmo que a acusação recorra da decisão, dificilmente a absolvição será revertida. "Porque foi o próprio Ministério Público que opinou pela absolvição, mesmo órgão que ofereceu a denúncia. Quando foi feita a denúncia, foram levados em conta dois laudos particulares que no decorrer do processo foram julgados parciais. Eu sempre acreditei na inocência do Felipe, ele vinha sofrendo muito com a repercussão dessa história pela sociedade", conta. 

Já a ex-mulher de Felipe, a cantora e também pastora Bianca Toledo, publicou uma nota em suas redes sociais sobre a absolvição do ex-marido, onde sinaliza que deve recorrer da decisão. Confira na íntegra:

Em 2016, quando foi acusado pelo crime de estupro de vulnerável, Felipe chegou a ficar sete dias preso, mas depois foi liberado para responder ao processo em liberdade.   

Tudo começou quando Bianca divulgou um vídeo em suas redes sociais dizendo que o então marido Felipe Heiderich era pedófilo e homossexual. Ela e o ex-marido chegaram a fundar um ministério antes das denúncias, a Associação Mundial de Evangelização e Ensino, que foi encerrado com a separação do casal. 

Visualizar esta foto no Instagram.

Queridos, eu não pretendo tocar novamente neste assunto tão doloroso para meu filho, minha família e eu. Apenas preciso colocar uma nota pública diante de algumas ameaças que recebi em redes sociais e do posicionamento de pessoas que querem falar de um assunto que consideram “em alta” somente para aparecer, sem saber de fato o que houve. Eu não tenho e nunca tive motivos para mentir. Somente fiz o que toda MÃE precisa fazer ao ouvir o relato de um filho que passou por essa situação tão desoladora. Nós queremos justiça e confiamos na justiça. Esta foi só a primeira instância de um processo longo e doloroso, mas que não desistirei até provar a verdade. Cuidado ao ler notícias ou postagens com induções distorcidas e comentários na internet de quem não sabe da realidade dos fatos. Tenham temor e orem a Deus somente. Fomos livres da raiva e do ressentimento, não desejamos o mal e liberamos mais uma vez o perdão. Reafirmo: este assunto está em SEGREDO DE JUSTIÇA e não será tratado publicamente em redes sociais como muitos querem. Esta é uma dor que só importa aos envolvidos, sendo que uma delas é uma criança, meu amado filho, que merece privacidade e proteção. Por amor e respeito ao meu filho, não voltarei mais a falar em público sobre esse assunto como erroneamente fiz no passado sob a pressão do mundo digital. Lutarei em silêncio na justiça por meu filho, confiando no Deus justo, amoroso e misericordioso que servirmos e amamos. Deus é Fiel e Sua Fidelidade Dura Para Sempre! - Bianca Toledo

Uma publicação compartilhada por Bianca Toledo (@biancatoledoonline) em

Outras Notícias

Na PB: PM apreende 3.000 comprimidos do ‘boa noite cinderela’
06/01/2019 08:30
Cidades

Na PB: PM apreende 3.000 comprimidos do ‘boa noite cinderela’

Durante uma operação realizada na Comunidade do Baleado, no bairro de Cruz das Armas, na tarde deste sábado (15), a Polícia Militar (PM) apreendeu cerca de 3.000 comprimidos de Artane, medicamento...

Leia mais
Mulher acorda marido para que ele procure emprego e é esfaqueada
11/01/2019 10:17
Cidades

Mulher acorda marido para que ele procure emprego e é esfaqueada

Uma mulher de 25 anos foi esfaqueada e agredida com chutes e socos por um homem de 24 anos em Itu (SP), na última quarta-feira (9/1). O agressor não teve a identidade revelada. De acordo com a...

Leia mais

Comentários