SEGURANÇA

Departamento Penitenciário Nacional faz visita técnica e deve construir presídio federal na Paraíba

O principal líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, e outros 21 membros da cúpula da facção criminosa foram transferidos da penitenciária de Presidente Venceslau (SP).

Departamento Penitenciário Nacional faz visita técnica e deve construir presídio federal na Paraíba

O principal líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, e outros 21 membros da cúpula da facção criminosa foram transferidos da penitenciária de Presidente Venceslau (SP) para presídios federais em Mossoró (RN), Brasília e Porto Velho (RO).

Desde novembro, quando foi descoberto um plano para resgatar os criminosos de São Paulo, havia expectativa de transferência dos membros do PCC para presídios federais. Na semana passada, a Justiça Estadual acolheu o pedido do Ministério Público de São Paulo (MPSP) pedindo a transferência dos detentos. Em nota, o órgão informou que a solicitação foi feita em 28 de novembro de 2018.

Atualmente, há cinco presídios federais no País. Eles são administrados pelo Ministério da Justiça e têm regras mais rígidas do que as penitenciárias comuns. O local não tem televisão e os presos só podem ler livros, revistas, apostilas de cursos e conteúdos religiosos. A leitura de jornais não é permitida, destaca reportagem do Estadão.

Para entrar, o visitante passa por quatro níveis de revista. E, de acordo com o ministério, nunca houve apreensão de celulares nas unidades.

Cada presídio tem uma área total de 12,3 mil m² e custo estimado de R$ 40 milhões. Eles têm 208 celas individuais que contam com dormitório, sanitário, pia, chuveiro, mesa e assento.

Há penitenciárias federais em Catanduvas (PR) – primeira a ser inaugurada, em 23 de junho de 2006, Campo Grande (MS) – inaugurada em 21 de dezembro de 2006, Porto Velho (RO) – inaugurada em 19 de junho de 2009, Mossoró (RN) – inaugurada em 3 de junho de 2009 e Brasília – inaugurada em 16 de outubro de 2018.

O objetivo do Depen é construir mais cinco presídios federais. Já foram realizadas visitas técnicas em Estados como: Amazonas, Paraíba, Pernambuco, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Outras duas penitenciárias federais de segurança máxima estão sendo construídas em Charqueadas, no Rio Grande do Sul, e Itaquitinga, em Pernambuco.

Outras Notícias

Na PB: Corpo de lutador de karatê é encontrado em rio
04/01/2019 13:12
Cidades

Na PB: Corpo de lutador de karatê é encontrado em rio

Após cerca de 27 horas do desaparecimento, agentes especializados no salvamento aquático do Corpo de Bombeiros da Paraíba encontraram, nesta sexta-feira (4), o corpo do jovem de 19 anos que havia...

Leia mais
Homem é assassinado com três tiros na cabeça

Comentários