Empresário confessa que matou motorista porque ela se recusou a ter relações sexuais após corrida

Suspeito de matar a motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira, Parsilon Lopes dos Santos disse, nesta quarta-feira (23), que cometeu o crime após a vítima se negar a manter relação sexual com ele depois de uma corrida particular. Segundo a Polícia Civil, ele ainda estuprou a mulher após matá-la.

Empresário confessa que matou motorista porque ela se recusou a ter relações sexuais após corrida
Reprodução/TV Anhanguera

Suspeito de matar a motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira, Parsilon Lopes dos Santos disse, nesta quarta-feira (23), que cometeu o crime após a vítima se negar a manter relação sexual com ele depois de uma corrida particular. Segundo a Polícia Civil, ele ainda estuprou a mulher após matá-la.

Técnica em enfermagem e motorista nas horas vagas, Vanusa, de 36 anos, foi encontrada morta na noite de domingo (20), no Jardim Copacabana, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Horas antes, o carro dela foi achado em uma rua vicinal da cidade e passou por perícia. Parsilon foi preso na segunda-feira (21). G1

Tags:

Outras Notícias

Divulgado edital para processo seletivo com 500 vagas para cursos do Pronatec, na PB
02/02/2019 14:00
Cidades

Divulgado edital para processo seletivo com 500 vagas para cursos do Pronatec, na PB

O Governo da Paraíba divulgou um edital com 500 vagas disponíveis para curso técnico de nível médio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O edital foi publicado...

Leia mais
Após passar 17 dias no hospital, Bolsonaro tem alta e deixa Albert Einstein
13/02/2019 12:15
Política

Após passar 17 dias no hospital, Bolsonaro tem alta e deixa Albert Einstein

O presidente Jair Bolsonaro recebeu alta e deixou o Hospital Albert Einstein , em São Paulo.

Leia mais

Comentários