Facção tortura e executa suspeito de estuprar e matar enteada de 2 anos

O suspeito de ter matado e estuprado a própria enteada de apenas dois anos, no bairro de Vila Canária,  foi morto na noite de segunda-feira (21) depois de ser pego por uma facção criminosa. Em um vídeo, que circula nas redes sociais e que foi obtido, é possível ver o ajudante de pedreiro Edson Neri Barbosa, 27 anos, amordaçado, sem roupa e com um ferimento na cabeça. 

Facção tortura e executa suspeito de estuprar e matar enteada de 2 anos

O suspeito de ter matado e estuprado a própria enteada de apenas dois anos, no bairro de Vila Canária,  foi morto na noite de segunda-feira (21) depois de ser pego por uma facção criminosa. Em um vídeo, que circula nas redes sociais e que foi obtido, é possível ver o ajudante de pedreiro Edson Neri Barbosa, 27 anos, amordaçado, sem roupa e com um ferimento na cabeça.

Um familiar de Ágatha Sophia afirmou que o homem que parece nas imagens é Edson. Ele estava foragido desde o domingo (19), dia em que a menina morreu antes mesmo de dar entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para onde foi levada desacordada pela mãe. 

Leia também: Menina de 2 anos morre após sofrer violência sexual

No vídeo de 15 segundos, é possível ver o ajudante de pedreiro sem roupa, com um pano amordaçando a boca e com as mãos atadas por uma corda. Durante as gravações, homens aparecem afirmando que fazem parte da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM). "Olha para a puta aí. A puta está pedindo até por favor agora", diz um dos homens que registra a cena. 

Em um outro momento um outro homem diz: "Vai morrer, viado. Vai morrer. Estrupando os outros, né? (sic) ", fala enquanto o suspeito leva um tapa no rosto. "Mexeu com criança a gente mata, estuprador maldito", completa o homem com celular em punho.

Ainda de acordo com familiares da menina, na tarde desta segunda-feira (21), Jéssica Silva, 21, mãe de Ágatha Sophia, uma irmã e uma tia foram ouvidas pelo Departamento de Homicídio de Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba. 

A Polícia Civil informou que equipes da 1ª Delegacia de Homicídios – Atlântico (DH / Atlântico) do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investigam a morte de um homem, que teve o corpo encontrado com marcas de tiros, na estrada do Cia / Aeroporto, na noite de segunda-feira (21). "A polícia aguarda laudo pericial do IML para identificação da vítima", afirmou a polícia. Correio 24h

Tags:

Outras Notícias

PF prende quatro suspeitos de tentar fraudar concurso público da UFPB em JP e Rio Tinto
08/04/2019 08:52
Cidades

PF prende quatro suspeitos de tentar fraudar concurso público da UFPB em JP e Rio Tinto

As prisões foram executadas pela Polícia Federal no âmbito da Operação Ponto Final, desencadeada neste domingo (7) de aplicação de provas do certame.

Leia mais
Secom-JP descarta intermediário entre governo e mídias digitais
23/01/2019 14:22
Política

Secom-JP descarta intermediário entre governo e mídias digitais

A diretoria da Associação Paraibana de Imprensa (API-PB), foi recebida em audiência na manhã desta quarta-feira, 23, pelo secretário de Comunicação Institucional do Governo do Estado, jornalista...

Leia mais

Comentários