POLICIAL

Homem matou mulher na frente dos filhos por não aceitar fim do relacionamento

Winícius Gomes de Oliveira, de 22 anos, matou a ex-companheira, Larissa Gomes Silva, de 21, no Jacarezinho, por não aceitar o fim do relacionamento. Ela foi morta na madrugada deste domingo dentro de casa com ao menos quatro tiros no rosto na frente dos dois filhos, um menino de 4 e uma de 2 anos, que também eram filhos do atirador. Após tirar a vida da jovem, policiais da UPP tentaram prender o criminoso, que reagiu e acabou baleado e morto.

Homem matou mulher na frente dos filhos por não aceitar fim do relacionamento
Reprodução

Winícius Gomes de Oliveira, de 22 anos, matou a ex-companheira, Larissa Gomes Silva, de 21, no Jacarezinho, por não aceitar o fim do relacionamento. Ela foi morta na madrugada deste domingo dentro de casa com ao menos quatro tiros no rosto na frente dos dois filhos, um menino de 4 e uma de 2 anos, que também eram filhos do atirador. Após tirar a vida da jovem, policiais da UPP tentaram prender o criminoso, que reagiu e acabou baleado e morto.

"Era brigaram, pois ele não aceitava o fim do relacionamento. Ele foi numa festa, bebeu, e foi na casa dela, agrediu ela. O irmão separou e ele saiu. Vinte minutos depois ele voltou armado e atirou quatro vezes no rosto dela. O irmão tentou impedir, mas foi ameaçado de morte e correu. Estavam ali os dois filhos dela, ele nem quis saber se os filhos estavam perto", disse Vander Paulo dos Santos, 32 anos, que é casado com a tia da vítima. "Agora são duas crianças sem pai e sem mãe", lamentou o carpinteiro. 

Os tiros chamaram atenção dos policiais que estavam na base da UPP, perto da casa de Larissa. Os PMs viram o momento em que Winícius deixava o imóvel após cometer o crime e mandaram ele parar, mas o homem atirou pelo menos três vezes.

No confronto, Winicius acabou baleado com um tiro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu aos ferimentos. Uma pistola calibre 9mm foi apreendida, a mesma usada no crime. Agentes da Divisão de Homicídios (DH) da Capital ouviram familiares de Larissa e a perícia foi feita no local.

O corpo da jovem está no Instituto Médico Legal (IML), no Centro. A família tenta a liberação para realizar o enterro, que acontecerá no Cemitério de Paracambi, na Baixada Fluminense.

 

Tags:

Outras Notícias

SMS estende prazo de inscrição para residência médica e multiprofissional
03/02/2019 09:00
Cidades

SMS estende prazo de inscrição para residência médica e multiprofissional

As inscrições para preenchimento de 68 vagas disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Faculdade de Ciências Médicas (FCM) para os programas de Residência Médica e...

Leia mais
“Sofri preconceito por ser gostosa”, diz mulher de Thammy
04/01/2019 18:00
Entretenimento

“Sofri preconceito por ser gostosa”, diz mulher de Thammy

Andressa Ferreira, mulher de Thammy Miranda, usou as suas redes sociais nesta sexta-feira (4) para fazer um desabafo sobre preconceito. Segundo a modelo, ela já sofreu discriminação por ser bonita...

Leia mais

Comentários