DEVOLUÇÃO

Messi terá que devolver carro de R$ 450 mil após romper com Audi

O jogador terá que devolver o carro de luxo por conta do rompimento do Barcelona com a Audi.

Messi terá que devolver carro de R$ 450 mil após romper com Audi

O fim da parceria do Barcelona com a Audi fará Lionel Messi perder um carro. Com a obrigação de os jogadores terem que devolver os veículos que ganharam da patrocinadora, o argentino terá que se desfazer da versão esportiva do Audi Q7, escolhido por ele em evento da patrocinadora em março.

Na ocasião, todos os jogadores do Barcelona foram agraciados com um carro da Audi a sua escolha. Messi, Luis Suárez e Gerard Piqué optaram pelo modelo avaliado em R$ 450 mil na tabela Fipe.

No mesmo evento, Philippe Coutinho, Ivan Rakitic, Malcom e Kevin-Prince Boateng optaram pelo Audi Q8, avaliado em mais de R$ 350 mil.

O acordo entre Audi e Barcelona foi encerrado no último dia 30 de junho. Pelo termo, os jogadores recebiam um carro novo todo ano e tinham que chegar e sair do Centro de Treinamento com ele. Muitas vezes, no entanto, atletas eram flagrados com veículos de outras montadoras.

De acordo com o jornal "AS", os atletas e o técnico Ernesto Valverde têm o retorno a Barcelona como período limite para devolverem os carros à Audi. Caso optem por continuar com os veículos, eles terão que comprá-los da montadora, por um preço considerado "amigável".

Especula-se na imprensa espanhola que o Barcelona negocie atualmente com a marca de carros esportivos Cupra como substituta da Audi entre os patrocinadores do clube.

Outras Notícias

Confira as vagas de emprego ofertadas em cinco cidades da Paraíba
22/01/2019 11:00
Cidades

Confira as vagas de emprego ofertadas em cinco cidades da Paraíba

O Sistema Nacional de Empregos da Paraíba (Sine-PB) oferece 138 oportunidades de emprego a partir desta terça-feira (22), distribuídas em cinco municípios paraibanos.

Leia mais
‘Lei Anticrime’: Em projeto, Moro propõe prisão em 2ª instância como regra
04/02/2019 11:55
Política

‘Lei Anticrime’: Em projeto, Moro propõe prisão em 2ª instância como regra

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, anunciou na manhã desta segunda-feira (4) que o governo enviará ao Congresso Nacional o projeto de lei batizado de “Lei Anticrime“. Segundo o...

Leia mais

Comentários