ALPB

Publicada lei de reforma administrativa que extingue 544 cargos da Assembleia paraibana

A lei que altera a estrutura do órgão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (9) e entra em vigor daqui a 90 dias.

Publicada lei de reforma administrativa que extingue 544 cargos da Assembleia paraibana

Foram extintos 544 cargos da estrutura organizacional da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). A lei que altera a estrutura do órgão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (9) e entra em vigor daqui a 90 dias.

Ficaram extintos os 39 cargos de Chefe de Gabinete, símbolo AL-AS-003; 76 Secretários Particulares, símbolos AL-AS-004; 117 Assessores Especiais I, símbolos AL-AS-003; 78 Assessores Especiais II, símbolos AL-AS-004; 78 Assessores Técnicos I, símbolos AL-AS-004; 78 Assessores Gerenciais I, símbolos AL-AG-002; 78 Assessores Gerenciais II, símbolos AL-AG-003.

Além disso, o número de assessores operacionais para cada unidade administrativa, comissão, frente parlamentar ou colegiado, foi reduzido de dez para oito. O quadro com todos os cargos e da estrutura e os seus respectivos vencimentos também foi publicado no DOE.

A proposta de reforma administrativa foi apresentada pelo presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB) e aprovada no início de setembro, quando foi encaminhada para sanção do governador. 

Para Galdino, um dos objetivos da reforma é a realocação dos servidores, com a dinamização e disposição correta da estrutura administrativa e das composições dos gabinetes.

O presidente disse que, de forma inédita, a reforma administrativa vai possibilitar a disponibilização de todo o quadro de servidores, com suas lotações, atribuições e respectivos vencimentos no Portal da Transparência do Poder Legislativo e no Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

O projeto foi elaborado para, segundo o presidente, possibilitar o aumento da transparência, modernização da estrutura e economia de recursos com as despesas de custeio do Poder Legislativo. 

Galdino, afirmou que o novo modelo administrativo terá como base a gestão da Câmara Federal, que é aprovada pelos órgãos controladores (Ministério Público Federal, Procuradoria Geral da República, Justiça Federal e Advocacia Geral da União).

Outras Notícias

Corpos de família de bolivianos são encontrados mutilados
09/01/2019 11:32
Cidades

Corpos de família de bolivianos são encontrados mutilados

Os corpos de um homem de 39 anos, uma mulher de 38 anos e um menino de 8 anos foram encontrados mutilados na noite de terça-feira (8) em uma casa em Itaquaquecetuba. Eles estavam divididos em três...

Leia mais
Defesa afirma que Manuela D’Ávila prestará depoimento sobre ação de hacker
29/07/2019 11:55
Política

Defesa afirma que Manuela D’Ávila prestará depoimento sobre ação de hacker

A candidata à vice na chapa de Fernando Haddad (PT) na disputa presidencial do ano passado deve voltar de viagem em até 15 dias.

Leia mais

Comentários