DENÚNCIA

“Têm cabos eleitorais comprando votos” denuncia Buba sobre eleições para Conselhos Tutelares

O deputado estadual Buba Germano (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para repudiar a forma que as eleições para os Conselhos Tutelares estão sendo realizadas na Paraíba.

“Têm cabos eleitorais comprando votos” denuncia Buba sobre eleições para Conselhos Tutelares

O deputado estadual Buba Germano (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para repudiar a forma que as eleições para os Conselhos Tutelares estão sendo realizadas na Paraíba e no Brasil como um todo.

De acordo com o parlamentar atualmente existem cabos eleitorais que chegam a comprar votos para que determinado candidato seja eleito.

Ele declarou ainda que quando era prefeito, no dia das eleições do Conselho Tutelar ele se ausentava da cidade para que a população escolhesse de forma imparcial os conselheiros.

“A eleição para o Conselho Tutelar se transformou no Brasil numa disputa eleitoral onde têm cabos eleitorais comprando voto para eleger conselheiro. Queria fazer esse registro porque quando eu era prefeito eu me retirava da cidade para que o povo escolhesse os representantes dos Conselhos. Fca aqui o meu repúdio pelo modus operandi de escolha de uma coisa tão importante que é a sociedade civil escolher seus representantes para defender as nossas crianças e adolescentes” declarou.

Outras Notícias

Radares voltam a ser instalados na Paraíba sem gerar multas e contrato custará R$ 59 milhões
09/04/2019 18:45
Cidades

Radares voltam a ser instalados na Paraíba sem gerar multas e contrato custará R$ 59 milhões

Os equipamentos não vão gerar autos de infração, embora o contrato com a empresa que vai instalar os equipamentos esteja custando R$ 59 milhões somente na Paraíba.

Leia mais
Segunda Turma do STF nega agravo e mantém inelegibilidade de Fábio Tyrone
25/06/2019 13:46
Política

Segunda Turma do STF nega agravo e mantém inelegibilidade de Fábio Tyrone

Tyrone usou as cores de sua campanha a prefeito nos prédios públicos do Município, diz MPPB.

Leia mais

Comentários