Bolsonaro é empossado presidente e defende sociedade sem discriminação e amarras ideológicas

blank

Jair Bolsonaro (PSL) foi empossado presidente da República às 15h10 desta terça-feira, pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira, logo após fazer um juramento em que prometeu cumprir a Constituição. Em seu discurso de posse, Bolsonaro prometeu "construir uma sociedade sem discriminação ou divisão". E afirmou que irá "libertar definitivamente" o Brasil "da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica". 

— Aproveito este momento solene e convoco, cada um dos Congressistas, para me ajudarem na missão de restaurar e de reerguer nossa pátria, libertando-a, definitivamente, do jugo da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica". 

Ele também disse que irá "respeitar as religiões e nossa tradição judaico-cristã".

— Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e as nossas tradições judaico-cristãs, combater a ideologia de gênero, conservando nossos valores. O Brasil voltará a ser um país livre das amarras ideológicas. Pretendo partilhar o poder de forma progressiva, responsável e consciente. De Brasília para o Brasil, do poder central para estados e municípios.

Enquanto assinava o termo de posse, um dos presentes no plenário perguntou se Bolsonaro está se casando. E o presidente respondeu:

— Estou casando com vocês.

Em discurso, o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira  (MDB-CE), disse que a população deposita seus desejos de mudança na figura do chefe do Executivo. Mas ressatou que, para governar, o presidente da República deve obediência à Constituição Federal e às leis em vigor. Eunício também ressaltou a importância do diálogo e do respeito na política. O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui