Alvo de nova denúncia, Márcia Lucena posta vídeo, ignora acusação e não explica suposto recebimento de propina

Alvo de nova denúncia do Ministério Público, no âmbito da Operação Calvário, dessa vez acusada de receber a quantia de R$ 100 mil a título de suposta antecipação de propina, no ano de 2016.

blank

Alvo de nova denúncia do Ministério Público, no âmbito da Operação Calvário, dessa vez acusada de receber a quantia de R$ 100 mil a título de suposta antecipação de propina, no ano de 2016, a prefeita de Conde, Márcia Lucena (PSB) postou vídeo nas redes sociais para falar sobre o tema, todavia, com desvio do foco da denúncia. Em vez de rebater os pontos da acusação, Márcia preferiu se ater a um suposto equívoco da denúncia que aponta uma professora da cidade entre os supostos envolvidos.

Márcia disse a professora foi arrastada para um espaço que não tem nada a ver e em breve o equívoco poderá ser esclarecido, visto que, no Conde, todos sabem que a mulher citada é pedagoga e pequena comerciante.

Já a prefeita, tem que explicar sim muita coisa e não pode colar na imagem da educadora condense. Ao dizer que também foi arrastada para um espaço que não é seu, Márcia não explicou a gravação da conversa entre ela, Daniel Gomes, seu esposo e Livânia Farias. Assim como não mencionou os indícios a acusação de que um automóvel que usara seria parte da propina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui