Sindicato diz que pediu ao prefeito de João Pessoa reabertura de escolas, aguarda resposta e alerta sobre crise: “muitas demissões”

Ainda sem data prevista para o retorno das aulas presenciais, as escolas estão trabalhando com o ensino remoto através de plataformas virtuais, com aulas ao vivo na internet.

blank

O presidente do Sindicato das Escolas Particulares da Paraíba (Sinepe-PB), Odésio Medeiros, disse que conversou com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, nesta quarta-feira (2), pedindo a reabertura das escolas. Ele apontou que é grave a crise no setor com a pandemia do novo coronavírus.

Ainda sem data prevista para o retorno das aulas presenciais, as escolas estão trabalhando com o ensino remoto através de plataformas virtuais, com aulas ao vivo na internet, e uma nova dinâmica de atendimento aos alunos. Mas, segundo Odésio Medeiros, ainda não é suficiente para a manutenção dos estabelecimentos de ensino.

Sem citar números das demissões, o presidente do sindicato disse que, com a reabertura das escolas, a recuperação econômica do setor já começa a acontecer. “Estivemos com o prefeito, mostramos a situação das escolas. Ele ficou de analisar com as autoridades sanitárias até a próxima semana. São momentos difíceis. Está ocorrendo muita demissão e vai ocorrer mais ainda”, alerta o presidente do Sindicato das Escolas Particulares da Paraíba.

Questionado se as escolas estão preparadas para a retomada das aulas presenciais, Odésio informou que está tudo pronto. “Vamos seguir as normas sanitárias. Está tudo programado e organizado. Já está tudo pronto.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui