Boletim epidemiológico confirma tendência de queda nos óbitos por Covid-19

O Boletim Epidemiológico quinzenal, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta terça-feira (22), mostra que a Paraíba apresenta uma condição de queda no número de óbitos por Covid-19, considerando o início dos registros.

blank

O Boletim Epidemiológico quinzenal, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta terça-feira (22), mostra que a Paraíba apresenta uma condição de queda no número de óbitos por Covid-19, considerando o início dos registros. De acordo com a avaliação periódica, a interiorização do vírus segue em crescimento, o que requer uma intensificação dos cuidados com a prevenção nos municípios do interior.

A publicação evidencia que a Paraíba está vivenciando um platô, no qual não há grandes alterações no comportamento da doença, com tendência de queda nos óbitos ocasionados pelo novo coronavírus. De acordo com o 55º Boletim Epidemiológico Covid-19, o pico da doença ocorreu entre os meses de maio e junho, quando os dados apresentam o início da diminuição nos óbitos pelo agravo.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, não é uma queda vertiginosa, mas é um comportamento de redução de casos da forma mais grave da doença. Ele ressalta que para manter os níveis de declínio e controle da Covid-19 é preciso que a população permaneça com os cuidados habituais neste momento de pandemia.

“Para que a Paraíba mantenha esta tendência de queda na mortalidade por Covid-19, é preciso que a população torne rotina o uso ostensivo da máscara, faça a higiene das mãos, permaneça em casa sempre que possível e, quando não, faça o uso do álcool gel e evite lugares com pouca ventilação, ar condicionado e com aglomeração de pessoas, seja em estabelecimentos, ou na casa de outras pessoas. O momento é de muita cautela ainda”, enfatizou o secretário.

As recomendações quanto à sustentação das medidas preventivas para impedir o aumento do número de casos e de óbitos em todo Estado permanecem vigentes, porém o Boletim Epidemiológico aponta ainda que a confirmação de novos casos é crescente no interior da Paraíba, o que caracteriza a fase de interiorização do vírus, já prevista nos levantamentos feitos pela SES.

“Futuras melhorias da situação da pandemia na Paraíba dependerão da maior adesão de todos os paraibanos às medidas preventivas. Temos que proteger uns aos outros e nos preservar. A SES disponibiliza os protocolos para flexibilização com as recomendações para que a população tenha uma rotina segura com as atividades já liberadas, de acordo com suas respectivas bandeiras classificatórias”, explicou Geraldo Medeiros.

O secretário comentou ainda que neste período de eleições municipais há uma tendência de as pessoas se aglomerarem para apoiar os seus candidatos, porém é um ano atípico, no qual as pessoas precisam se preservar, evitar aglomerações e contato físico (apertos de mão, abraços, beijo). Estas medidas são importantes para diminuir a tendência de crescimento da doença nas cidades do interior do estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui