Renúncia coletiva forçará dissolução do diretório do PT de João Pessoa

O diretório do PT de João Pessoa deve ser dissolvido até esta quinta-feira, 31.

blank

O diretório do PT de João Pessoa deve ser dissolvido até esta quinta-feira, 31. O motivo é que um movimento interno vai culminar na renúncia coletiva de mais da metade dos diretorianos. O documento já tem as assinaturas necessárias e deve ser tornado público em breve. Com a dissolução do diretório do PT da capital paraibana, a direção nacional do partido terá que tomar uma atitude: ou designar uma comissão provisória ou convocar a eleição de novos representantes.

O motivo da renúncia coletiva é a indignação de parte majoritária dos diretorianos com a intervenção decretada pela executiva nacional no dia 15 de outubro, durante a campanha eleitoral, quando a instância nacional tentou impor o apoio à candidatura de Ricardo Coutinho a prefeito de João Pessoa quando o diretório municipal já havia lançado Anísio Maia em faixa própria.

Naquela época, o PT nacional nomeou Cícero Legal como interventor. Ele, contudo, já renunciou.

“O PT de João Pessoa está acéfalo e isso é uma situação que nos causa indignação. Por isso, decidimos renunciar para forçar o diretório nacional a tomar uma atitude efetiva e deflagrar o processo para que tenhamos voz e autonomia de novo”, disse um dos diretorianos que preferiu não se identificar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui