Moradores do Roger, em João Pessoa, protestam contra a presença da polícia no bairro

Com cartazes, eles dizem que presença de policiais resulta em tiros que acertam as casas. PM registra que ações vão continuar e que o foco é acabar com disputa entre grupos rivais.

blank

Uma das vias mais movimentadas do bairro do Roger, em João Pessoa, foi totalmente obstruída na noite desta terça-feira (12) por moradores do bairro. Eles tocaram fogo em troncos de madeira e em pneus, criaram grande tumulto e inviabilizaram o trânsito na área. Mas o motivo para tudo isso é que chamou a atenção. A população protestava contra a presença da polícia no bairro, alegando que a presença deles resultava em confrontos e tiros, que acabavam por acertar as residências.

Procurada pela reportagem, a Polícia Militar da Paraíba informou que as rondas continuarão intensas . A nota emitida pela assessoria de imprensa da instituição informa que no Roger estão acontecendo tiroteios frequentes entre grupos rivais que disputam o tráfico de drogas da área e que as ações visam proteger a população (confira a nota na íntegra ao término da reportagem).

Ainda assim, a reação não está sendo positiva. Um dos cartazes que eram exibidos por uma moradora falava em sofrimento da população: “Estamos sofrendo. Policiais a 70 dias com tiros pegando em nossas casas”.

Moradores exibem cartazes em que pede a saída da polícia do bairro — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Moradores exibem cartazes em que pede a saída da polícia do bairro — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

De toda forma, o protesto, ainda que intenso, não resultou em prisões ou em maiores conflitos. A Polícia Militar foi inicialmente acionada. Chegando lá, solicitou a presença também do Corpo de Bombeiros, que apagou o fogo e limpou a área, reabrindo o trânsito.

Depois disso, sem muito mais a fazer, a população foi dispersando.

Confira a íntegra da nota da PM da Paraíba:

“A Polícia Militar da Paraíba informa que as ações irão continuar intensificadas na localidade para proteger os moradores dos grupos rivais que estão promovendo tiroteios entre si, em disputada pelo tráfico de drogas. Qualquer cidadão que queira contribuir com o trabalho da PM pode ligar para o 190 e denunciar a localização desses criminosos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui