Bruno Farias aponta descaso de Cartaxo em obra do Cabo Branco: ‘Tinha R$ 71 milhões e não usou’

“Ao contrário do que se possa imaginar, o problema da Barreira do Cabo Branco nunca foi a falta de recursos para a obra, mas sim a falta de um gestor”.

blank

“Ao contrário do que se possa imaginar, o problema da Barreira do Cabo Branco nunca foi a falta de recursos para a obra, mas sim a falta de um gestor”. A declaração é do líder do governo na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Bruno Farias (Cidadania, que deu detalhes nesta terça-feira (2) de suposto descaso do ex-prefeito, Luciano Cartaxo (PV), com as obras da barreira do Cabo Branco que apresentou falhas estruturais nesta segunda (1°).

Na entrevista, o vereador afirmou que a Prefeitura de João Pessoa tinha, na gestão anterior, mais de R$ 71 milhões para serem usados na contenção da falésia do Cabo Branco, desde dezembro de 2018 e não foram usados. “Desse montante, apenas R$ 4,1 milhões foram liberados através de portaria do Ministério do Desenvolvimento Regional. Os outros R$ 61 milhões desse processo estão à espera de projetos para serem liberados”, desabafou.

“A Barreira cai um pedaço a cada dia e o dinheiro está parado no banco. Resultado da incapacidade da administração de Luciano Cartaxo realizar um projeto para executar os serviços. Resultado de um governo lento, como lesma se arrastando. O povo esperando ação e só recebendo conversa mole do ex-prefeito”, reiterou Bruno.

O vereador apontou ainda a existência de documentos que, segundo ele, provam a inércia de Cartaxo. “Tenho aqui documentos de empenhos. Um de R$ 65,4 milhões da Defesa Civil Nacional que por um milagre teve R$ 4,1 milhões liberados da primeira etapa. No Ministério do Turismo tem mais dois projetos de repasse, de R$ 5,09 milhões e de R$ 1,02 milhão. Foi muito dinheiro parado, enquanto tudo desaba e é levado pelo mar”, arrematou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui