Ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues se torna réu na Calvário

Também se tornaram réus na mesma denúncia Jovino Machado da Nóbrega Neto, Saulo Ferreira Fernandes e Daniel Gomes

blank

O ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues se tornou réu da Operação Calvário, nesta terça-feira (6), após o juiz Alexandre José Gonçalves Trineto aceitar a denúncia oferecida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) contra o ex-gestor. Além dele, também se tornaram réus na mesma denúncia Jovino Machado da Nóbrega Neto, Saulo Ferreira Fernandes e Daniel Gomes.

A denúncia aponta um suposto pagamento de R$ 150 mil, feito pelo delator Daniel Gomes, para custear a campanha para eleição do então candidato à Prefeitura de Campina Grande, em 2012.

De acordo com o Ministério Público, Daniel Gomes “almejava (como contrapartida) expandir sua atuação, por meio do ecossistema de empresas manietadas pela joint venture criminosa, o que torna inequívoca a estratégia do grupo: fazer refém as estruturas de Poder e de lá fazer jorrar recursos ou criar ambiente para a defesa de suas causas pessoais e coorporativas.”

O MPPB também destacou que os recursos foram pagos com a garantia de que as organizações sociais comandadas por Daniel Gomes assumiriam a gestão na Maternidade Elpídio de Almeida, caso Romero fosse eleito.

O magistrado determinou a citação imediata dos acusados para que apresentem defesa preliminar em até dez dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui