João Azevêdo sanciona lei que proíbe utilização de animais em testes de produtos cosméticos na Paraíba

Arrecadação das multas aplicadas a partir desta lei serão utilizadas no custeio de ações de conscientização sobre os direitos dos animais, bem como direcionadas a instituições ou abrigos e a programas de controle populacional dos animais.

blank
Caged and abandoned dogs detail of street animals animal abuse

O Governos do Estado da Paraíba vedou em todo o estado o uso de animais do desenvolvimento,  experimento, testes de produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfume. A Lei Nº 12.310 foi sancionada nesta terça-feira, 31 de maio, e é de autoria do deputado Adriano Galdino.

Ainda conforme a lei, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entende-se por  produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes que substâncias que são criadas para uso externo em diversas partes do corpo humano, com o objetivo exclusivo ou principal de limpá-las, perfumá-las, protegê-las e mantê-las em bom estado.

blank

O infrator da lei pode sofrer penalidades previstas no artigo 72 da Lei de Crimes Ambientais, como advertências, multas; apreensão dos animais; produtos e subprodutos da fauna e flora; suspensão de venda e fabricação do produto; suspensão parcial ou total de atividades, entre outros.

A arrecadação das multas arrecadas a partir desta lei serão utilizadas no custeio de ações de conscientização sobre os direitos dos animais, bem como direcionadas a instituições ou abrigos e a programas de controle populacional dos animais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui