Ministério Público Federal intima secretário de Saúde de Lucena para prestar depoimento após vacinação em crianças com doses para adultos

A mãe das crianças que fez a denúncia nas redes sociais também será ouvida pelo órgão.

blank

Após a publicação nesta sexta-feira (14) da denúncia de que crianças em uma comunidade de Lucena foram vacinadas contra covid-19 uma semana antes do envio das doses para a faixa-etária ao estado, a procuradora regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB), Janaína Andrade, intimou o secretário de Saúde de Lucena, Antônio Paulo, para prestar depoimento na próxima terça-feira (18).

Antes, na segunda-feira (17), a mãe de dois meninos que fez a denúncia nas redes sociais, Fernanda Lira, também deverá prestar esclarecimentos sobre o caso ao MPF. Ao portal, Janaína Andrade afirmou que vai procurar identificar a pessoa que aplicou as doses. “A gente tomou conhecimento ontem à noite por Geraldo Medeiros, secretário de Saúde do Estado, e adotamos providências com base na matéria de vocês”, disse.

blank

De acordo com o relato de Fernanda em vídeos no Instagram, ela só soube que a vacinação de crianças na cidade não tinha a aprovação dos órgãos de saúde do país quando viu uma notícia do início da chegada das vacinas ao estado e da primeira criança vacinada no Brasil, em São Paulo.

“Eu vim aqui pra falar pra vocês a minha indignação: estou indignada com a Prefeitura de Lucena, da Paraíba. Pois hoje chegou em João Pessoa as vacinas do Covid para as crianças. Sendo que meus dois filhos já foram vacinados semana passada, então eu fico sem entender como os meus filhos e os filhos de outras pessoas daqui da comunidade de onde eu moro foram vacinados com a vacina do Covid se nem aqui a vacina tinha chegado ainda. Estou indignada, estou querendo uma resposta dos responsáveis da saúde de Lucena”, disse Fernanda.

Ainda nas redes sociais, a mulher mostrou os cartões de vacinação dos filhos (de sete e cinco anos de idade). Nos documentos, consta a vacinação na última sexta-feira (7), com doses da Pfizer. “Vocês responsáveis da saúde, prefeito de Lucena, eu quero uma explicação quanto a isso, porque não tem condição. Hoje, meus filhos, eles não tiveram nada, mas se eles tiverem, a culpa vai ser de vocês. Vocês vão ter que responder por isso”, concluiu.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui