Apple deve pagar US$503 milhões por violação de patentes

VirnetX buscava inicialmente US$700 milhões com processo, mas mesmo com a redução, o valor ainda é bastante substancial.

blank

O tamanho e a influência da Apple nos dias de hoje tornam inevitável ela estar sempre envolvida em inúmeros processos judiciais — e inúmeros deles são se defendendo das chamadas patent trolls.

Patent trolls são empresas que desenvolvem ou compram patentes e não desenvolvem nenhum produto ou serviço com elas, apenas usando disso para tentar ganhar dinheiro em cima de outras. Muitas vezes, acaba dando muito certo.

É o caso da VirnetX, que recentemente levou US$454 milhões da Apple num caso envolvendo patentes do FaceTime. Agora, ela está conseguindo faturar outros US$503 milhões em cima da Maçã.

Após 90 minutos de deliberação, um júri do Texas determinou que isso (mais especificamente, US$502,8 milhões) é o que a Apple supostamente deve à VirnetX por ter violado algumas patentes relacionadas com redes privadas virtuais — mais conhecidas pela sigla VPN.

Este, porém, é um caso que ainda poderá se arrastar por mais um tempo. A Apple já declarou que apelará da decisão:

“Agradecemos ao júri pelo seu tempo e apreciamos sua consideração, mas estamos decepcionados com o veredito e planejamos apelar. Este caso já dura mais de uma década, com patentes que não estão relacionadas às operações principais de nossos produtos e foram consideradas inválidas pelo escritório de patentes. Casos como esse só servem para sufocar a inovação e prejudicar os consumidores”.

A VirnetX buscava inicialmente US$700 milhões com esse processo, mas mesmo com a redução, o valor ainda é bastante substancial. A Apple, por sua vez, estava tentando reduzi-lo para US$113 milhões.

Este caso em específico já se estende nos tribunais americanos desde agosto de 2010, acreditem se quiser.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui